POEMINHA SENTIMENTAL O meu amor, o meu amor, Maria É como um fio telegráfico da estrada Aonde vêm pousar as andorinhas... De vez em quando chega uma E canta (Não sei se as andorinhas cantam, mas vá lá!) Canta e vai-se embora Outra, nem isso, Mal chega, vai-se embora. A última que passou Limitou-se a fazer cocô No meu pobre fio de vida! No entanto, Maria, o meu amor é sempre o mesmo: As andorinhas é que mudam. _________ Mario Quintana 😊🐦💙 . . . . . . . . . . . olhares poesia arvores photo naturephotography Maricá RJ Brasil 🇧🇷

180

Featured Posts

0 Comments